// Notícias

Agenda 21 do Vale do Minho aponta áreas prioritárias para 2008

A Comunidade Intermunicipal do Vale do Minho em parceria com a Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa apresentaram, ontem, em Paredes de Coura, as áreas prioritárias da Agenda 21 do Vale do Minho para 2008, tais como o turismo, o ordenamento do território, a energia e alterações climáticas, a floresta, os resíduos, a mobilidade e a educação para a sustentabilidade. Estas prioridades irão servir de base para a elaboração de um Plano de Acção para os 5 municípios que integram o Vale do Minho, designadamente em Melgaço, Monção Paredes de coura, Valença e Vila Nova de Cerveira.

Esta sessão pública contou com dois painéis de intervenção. No primeiro painel relacionado com as questões da Agenda 21 Local nas suas diversas vertentes, destaque para a “experiência próxima”, a Agenda 21 do Nordeste Transmontano, que se encontra neste momento em fase de implementação, monitorização e revisão do Plano de Acção.
No segundo painel dedicado à temática “Pensar Global” foram abordadas as novas oportunidades de financiamento do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), no mesmo dia em que foram assinados, em Lisboa, os programa operacionais até 2013. Foi ainda apresentado o estado de desenvolvimento do plano regional de ordenamento do território (PROT). Esta sessão contou também com a presença do Eng. Carlos Pimenta que abordou a questão das energias alternativas para a sustentabilidade referindo que “a energia é um problema central nas mudanças económicas que o mundo vai ter e que nós temos que ser os principais protagonistas desta mesma mudança”, alertando ainda para a melhor utilização dos recursos energéticos dispersos no nosso território. Este encontro contou com cerca de 100 pessoas.


Miguel Taxa Design