// Notícias

Agenda 21 do Vale do Minho aprova as áreas prioritárias

A Comissão de Acompanhamento da Agenda 21 do Vale do Minho reuniu, hoje, em Valença, na sede da Comunidade Intermunicipal para discussão das áreas prioritárias de intervenção ao nível local e regional.

As acções desenvolvidas até ao momento – reuniões participativas, workshops e fóruns participativos, levantamento de informação de projectos municipais e de indicadores de sustentabilidade, inquéritos à população, entre outros – permitiram identificar os problemas que mais afectam os cidadãos e as potencialidades que estes identificam nos concelhos. Ao todo foram efectuadas cerca de 150 reuniões onde participaram mais de 2000 pessoas e 200 entidades.

Com base em todo o processo de auscultação, resultaram propostas de áreas prioritárias ou eixos de intervenção para a Agenda 21, município a município. As áreas transversais aprovadas hoje são o turismo, o ordenamento do território, a energia e alterações climáticas, a floresta, os resíduos, a mobilidade e a educação para a sustentabilidade.

As fases seguintes irão incluir a elaboração participada do diagnóstico e plano de acção em todos os municípios.

Para uma divulgação alargada junto da população e dos agentes locais e regionais, irá decorrer, no próximo dia 17 de Outubro, em Paredes de Coura uma sessão pública para apresentação destas prioridades. O encontro será realizado no Centro Cultural, a partir das 14h. Será aproveitada a oportunidade para apresentar a experiência da Agenda 21 do Nordeste Transmontano, conhecer as oportunidades de financiamento do QREN e o estado de desenvolvimento do plano regional de ordenamento do território (PROT). O encontro terá ainda a participação do Eng. Carlos Pimenta para abordar a questão das energias alternativas para a sustentabilidade.


Miguel Taxa Design